terça-feira, 16 de março de 2010

Maior confiança do consumidor faz e-commerce faturar R$ 10,6 bi em 2009

Por: Gladys Ferraz Magalhães
InfoMoney

O comércio eletrônico nacional faturou R$ 10,6 bilhões no decorrer do ano passado, segundo dados divulgados nesta terça-feira (16) pela e-bit, empresa especializada em informações de e-commerce.

O montante é 30% superior ao apurado um ano antes, quando as vendas pela internet somaram R$ 8,2 bilhões.

No ano passado, os resultados das datas comemorativas no e-commerce também foram maiores do que os obtidos em 2008, sendo que o Natal foi mais uma vez o período de maior faturamento, R$ 1,63 bilhão. Em seguida vieram o Dia das Crianças (R$ 450 milhões), o Dia das Mães (R$ 440 milhões), Dia dos Pais (R$ 437 milhões) e o Dia dos Namorados (R$ 393 milhões).

Satisfação do e-consumidor
Ainda na avaliação da e-bit, um dos fatores que contribuíram para os resultados positivos conseguidos pelo setor foi a maior confiança dos consumidores em realizarem compras on-line, com 86,3% das pessoas que compraram pela rede em 2009 sentindo-se satisfeitas.

Para este ano, o comércio eletrônico espera crescimento ainda maior, especialmente por conta da relação entre o número de adeptos das compras on-lines com o total de internautas no Brasil.

“O comércio eletrônico possui um imenso território a ser preenchido. Em 2009, foram 17,6 milhões de pessoas utilizando o canal para realizar suas compras, ou seja, 26% do total de internautas no País. Para 2010, esse número deve crescer ainda mais e alcançar 23 milhões”, avalia o diretor-geral da e-bit, Pedro Guasti.